A tarde da quarta-feira, 16, marca os 64 anos do Maracanazo. Assim os uruguaios se referem à virada de 2x1 da sua seleção sobre a Seleção Brasileira na tarde do dia 16 de julho de 1950. O contexto conversou com um barbosense que testemunhou um dos maiores traumas do futebol brasileiro.

Faça login e continue lendo

Com seu cadastro você tem acesso a todo o conteúdo de qualidade que você só encontra no contexto.


Seu primeiro acesso?
Clique e saiba como realizar o seu primeiro login para ter acesso ilimitado ao contexto.

Primeiro acesso

  • Anúncio