No interior barbosense a fruticultura desenvolveu-se mais nas comunidades de Santo Antônio do Forromeco e de Santo Antônio de Santa Clara Baixa. São cultivados diferentes tipos de frutas, em especial a uva, mas agora está na safra de cítricos, basicamente bergamota e laranja. Embora tenham neste tipo de fruta uma boa fonte de renda, os agricultores sofrem com o clima, com as pragas e com os preços.

Faça login e continue lendo

Com seu cadastro você tem acesso a todo o conteúdo de qualidade que você só encontra no contexto.


Seu primeiro acesso?
Clique e saiba como realizar o seu primeiro login para ter acesso ilimitado ao contexto.

Primeiro acesso

A agricultura familiar que caracteriza o interior barbosense e da região teve um momento histórico nesta semana. Contrariando anos e anos de desaconselhos, agricultores de Torino resolveram fazer silagem com o auxílio de uma colheitadeira.

Faça login e continue lendo

Com seu cadastro você tem acesso a todo o conteúdo de qualidade que você só encontra no contexto.


Seu primeiro acesso?
Clique e saiba como realizar o seu primeiro login para ter acesso ilimitado ao contexto.

Primeiro acesso

O ataque de javalis a plantações segue sendo motivo de alerta em comunidades como a Linha Doze e a região do Castro. Os estragos não são de grande monta, mas pequenas roças de milho e batata-doce volta e meia são alvo de grupos de animais selvagens.

Faça login e continue lendo

Com seu cadastro você tem acesso a todo o conteúdo de qualidade que você só encontra no contexto.


Seu primeiro acesso?
Clique e saiba como realizar o seu primeiro login para ter acesso ilimitado ao contexto.

Primeiro acesso

Mais Artigos...

  • Anúncio