Estudantes uruguaios vivem uma semana barbosense

Educação
Tipografia

No final de abril, o Colégio Santa Rosa recebeu alunos uruguaios do educandário parceiro Colégio Liceo y Pre Universitario Nuestra Señora Del Carmen Salesiano, da cidade de Salto. Os intercambistas viveram por uma semana como moradores de Carlos Barbosa, hospedando-se na residência de alunos.

O objetivo do projeto é promover a troca de experiências, fazendo uso de vivências culturais, econômicas, da sociedade, educação e dos costumes típicos do país. Em 2016, foram os barbosenses que fizeram a mesma experiência no Uruguai.

“O principal objetivo é o idioma, mas também é viver em uma família que não é a sua, ver como é a cultura da cidade. Salto é uma cidade de 120 mil habitantes. Eles acharam que Carlos Barbosa é uma cidade limpa e ordenada. Também acharam estranho que aqui não tem semáfaro”, conta a professora de espanhol, Ana Castillo.

Foi a primeira vez que Juliana Safi, 16, visitou o Brasil. “Carlos Barbosa me impressionou pela natureza, pela quantidade de plantas e árvores e como cuidam do meio ambiente. Viver na cidade foi uma experiência única. A família que me adotou [de Marisa Dalmas] era extremamente legal e eu me acostumei a viver ali”, recorda.

Mariano Brufau, de 16 anos, considera a experiência muito linda e enriquecedora. “Carlos Barbosa é uma cidade muito bonita. As ruas, os parques e espaços verdes estão sempre limpos e organizados. Todas as pessoas que conhecemos nos receberam muito bem e quase todos sempre estavam alegres e sorrindo”, detalha.

O cronograma incluiu aulas na parte da manhã, visita à Tramontina, à vinícola Peterlongo, passeio no Shopping Iguatemi Caxias, almoço no Restaurante Nono Otávio, passeio no Salto Ventoso e no Museu da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC). De acordo com a professora Ana, a ideia é criar outras formas de interação entre os municípios.

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS
  • Anúncio