Eternos campeões

Editoriais
Tipografia

Há muitos anos o Brasil não vivia um momento de comoção tão grande quanto o que tem ocorrido nesta semana, após a tragédia envolvendo a delegação da Chapecoense, que viajava à Colômbia para enfrentar o Atlético Nacional, de Medellín. O confronto era válido pela final da Copa Sul-Americana, e os catarinenses, apesar do orçamento modesto, conseguiram chegar à decisão inédita para o estado de Santa Catarina de forma histórica, eliminando equipes tradicionais e fortes.

Faça login e continue lendo

Com seu cadastro você tem acesso a todo o conteúdo de qualidade que você só encontra no contexto.


Seu primeiro acesso?
Clique e saiba como realizar o seu primeiro login para ter acesso ilimitado ao contexto.

Primeiro acesso

  • Anúncio